Pages

17 de setembro de 2010

Keep It In.

Alguém me sabe dizer o que é aconteceu à música já que nos dias que correm tudo me parece euro-pop trash dos anos 90?

Desde o hip-hop ao pop passando pelo rock e curiosamente pela dance music, grande parte do que é feito hoje tem um cunho tão euro-pop que se torna enjoativo. As excepções existem, como é óbvio e graças a mentes criativas, valorizando a originalidade e a inovação sobre algo que já passou de tempo e moda.

Bem sem que vivemos numa altura em que tudo o que é retro é kitsh. As festas dos anos 80 estão em todo o lado bem como a sonoridade da altura das calças de latex, com toda a pompa e circunstância. Já se torna complicado ir sair à noite para ir dançar e ouvir uma música de dança deste século. Até o hip-hop, esse género derivado dos guettos americanos que falava da luta de um povo, da verdade das ruas, da violência e drogas, agora está virado para uma batida electrónica mahosa com tipos a tentarem rapar sobre a qualidade das discotecas ou do dinheiro que tê. Porquê? Não podemos simplesmente evoluir e prestar homenagem ao passado, ouvindo-o em vez de o copiarmos?

Word up para os The Roots, Kanye West, Hot Chip, Kings of Leon, Jason Mraz. Estes sabem o que fazem.

1 Ah e tal...:

Doçura de Pessoa disse...

Deixa o meu EURODANCE em paz.